Quando falamos de biossegurança em um consultório odontológico, o item esterilização sempre está em pauta.

A esterilização é o processo absoluto de destruição e/ou remoção de todas as formas de vida de um objeto ou material - uma amostra é considerada estéril quando a probabilidade de se encontrar um organismo vivo é de 1 para 1.000.000. Para esse procedimento, utilizamos sempre uma autoclave e não há diferentes níveis de esterilização.

Outro processo relacionado à biossegurança é a desinfecção, que diminui o número de microrganismos capazes de transmitir infecção. Neste caso, geralmente utiliza-se substâncias químicas que reduzem ou inibem o crescimento microbiano, mas não necessariamente matam esses microrganismos.

Manutenção e limpeza de autoclaves

Esses equipamentos exigem cuidados para utilização com segurança e melhor conservação. Além da manutenção preventiva, a validação de sua capacidade de esterilização por meio de testes químicos e biológicos é fundamental para o dia a dia da clínica odontológica - e claro, para o exercício da profissão com segurança para os pacientes e profissionais.

Outro processo que é muito simples e essencial para a manutenção de uma autoclave é limpeza, que muitas vezes acaba sendo deixada de lado. Embora seja uma tarefa simples, alguns cuidados são muito importantes para não colocar a sua saúde em risco ou danificar o equipamento. Confira algumas dicas:

  • Limpeza interna: mantenha as bandejas e a câmara da autoclave sempre limpas usando uma esponja macia, detergente neutro biodegradável e água destilada.

  • Limpeza externa: pode ser feita de forma rápida e eficiente, com água, uma esponja macia e um detergente neutro. Evite colocar outros equipamentos e/ou qualquer tipo de material sobre a superfície das autoclaves.

  • Importante: para estas atividades, não esqueça de sempre utilizar uma  luva especial para limpeza, pois as luvas de procedimento (normalmente feitas de látex), são muito frágeis para esta tarefa e podem aumentar a exposição à contaminação em caso de acidentes.

Para limpeza do tanque

A alteração do aspecto visual no interior do tanque da autoclave é uma característica normal do produto em função do aquecimento. Manchas e pontos de oxidação podem aparecer em função do uso, e é possível removê-las total ou parcialmente, conforme a instrução abaixo. Vale lembrar que a limpeza dos tanques de aço inox deve ser feita periodicamente.

  • Selecionar um desincrustante usado para limpeza da câmara e bandejas de autoclaves;

  • Ler as recomendações do fabricante (especialmente em relação à quantidade e diluição do produto, se for o caso);

  • Iniciar o processo de limpeza umedecendo um pano limpo com o desincrustante e aplicar no tanque até que toda a marca de incrustação desapareça;

  • Retire o produto enxaguando o tanque com água destilada;

  • Enxugue o tanque com pano seco;

  • Após o procedimento de limpeza, realize um ciclo de autoclavagem usando somente água destilada e desmineralizada;

  • Com o ciclo finalizado,, retire o excesso de água com o auxílio de um pano limpo.

Para limpeza do filtro

O filtro da autoclave deverá ser limpo diariamente, e o procedimento é bem simples de realizar:

  • Retire o filtro pelo puxador;

  • Lave com água corrente;

  • Nunca utilize objetos pontiagudos para não danificá-lo.

Para limpeza das tubulações

A limpeza interna dos componentes, tubulações, válvulas e filtros da autoclave de ser feita mensalmente. Para isso, você pode utilizar produtos como o  Inox Clean (Reg. MS: 317130011).

  • Proceda a mistura do produto conforme especificações do fabricante, coloque a solução na câmara e realize um ciclo de autoclavagem;

  • Em seguida, repita a operação de autoclavagem usando somente água destilada;

  • Depois de realizar os ciclos, retire o excesso do líquido limpador com auxílio de um pano limpo umedecido com água.