Henry Ford disse uma vez: "ver uma coisa clara na mente faz com que ela comece a tomar forma".

Um dos maiores benefícios que o sensor digital traz aos pacientes é justamente a forma com que agora eles enxergam o tratamento.

Com as periapicais analógicas, o famoso e “pré-histórico” filme convencional, fica mais difícil os pacientes enxergarem o que os olhos treinados dos profissionais veem, e assim mais difícil entenderem o tratamento proposto. E como uma bola de neve, mais difícil aceitar o orçamento proposto.

Já com as radiografias digitais, além de uma qualidade de imagem muito superior às dos filmes convencionais, você consegue um campo de visão maior e o nível de detalhamento cresce.

Além disso, o software possui filtros em que o profissional detalha ainda mais o que está na imagem. Assim os pacientes ficam mais aptos a ver cáries e outras condições dentárias, por exemplo.

Com uma melhor visualização, esses pacientes compreendem a necessidade de tratamento odontológico. O motivo é simples: eles podem ver claramente uma imagem de raios-X.

Conte a história

É crucial, para um tratamento de excelência, informar diretamente os pacientes sobre a lógica por trás das radiografias.

Radiografias não são usadas apenas para avaliar cárie, mas para monitorar as condições dentárias, avaliar trauma e diagnosticar patologias.

Outro fator positivo é esclarecer aos pacientes sobre a segurança, e como a exposição à radiação é drasticamente reduzida com raios-X digitais.

Com as imagens de alta qualidade e as ferramentas de aprimoramento do software, pode-se destacar áreas específicas no raio-X para demonstrar claramente a cárie e outros diagnósticos dentários.

Quanto mais os pacientes sabem, mais fácil é para o profissional e sua equipe explicar o tratamento e obter aceitação dele. Ter imagens digitais nítidas para ilustrar ganha um valor inestimável.