Você sabia que pode diminuir o consumo de energia elétrica fazendo a manutenção preventiva do seu compressor de ar?

Assim como em qualquer outro equipamento odontológico, o cuidado com a limpeza e práticas corretas de utilização reduz o risco de falhas, garante que o equipamento funcione sempre próximo das condições em que saiu de fábrica e evita o consumo irregular de energia, água, ou de qualquer outro insumo necessário para o funcionamento do aparelho.

Aqui estão algumas dicas importantes para manter a qualidade do ar comprimido e a longevidade do seu compressor, confira!

E lembre-se: antes de efetuar a limpeza ou qualquer tipo de manutenção no seu equipamento, certifique-se de que ele  está desligado da rede elétrica.

Limpeza geral

Antes de tudo: nunca molhe o compressor ou qualquer parte do equipamento. A limpeza das superfícies externas deve ser realizada semanalmente com um espanador ou pano macio levemente umedecido apenas com água - o uso de outros produtos poderá danificar o acabamento do compressor ou suas partes plásticas.

Nessa limpeza semanal, certifique-se de limpar bem a parte superior do cabeçote. Ela é responsável pelo resfriamento do compressor e a poeira acumulada prejudica a dissipação de calor.

Filtro de ar

É muito importante manter os filtros de ar limpos e em boas condições de uso. Como ele impede a entrada de poeira no compressor e reduz o ruído de funcionamento, haverá acúmulo de sujeira com o passar do tempo - isso reduz o fluxo de entrada de ar, diminuindo o desempenho do equipamento.

O filtro deve ser substituído a cada três meses ou antes disso, dependendo do qualidade do ar. Filtros adicionais estão disponíveis para compra na rede de Assistência Técnica da Dabi Atlante!

Drenagem do compressor

Muitos profissionais não sabem ou se esquecem da necessidade de drenar os tanques dos compressores de ar para eliminar a água acumulada no local - processo que tem relação com a umidade do ar e não depende do compressor em si.

Quando esse procedimento não é realizado, o volume de água condensada no interior do tanque aumenta e pode gerar uma série de consequências como: maior gasto com energia elétrica, danos físicos no compressor e queda na qualidade do ar comprimido que será levado para os demais equipamentos por ele supridos.

Por isso, recomenda-se que a drenagem da água acumulada no reservatório seja feita diariamente ou em intervalos que se adequem melhor às condições ambientais e tempo de operação do seu consultório. É muito simples de fazer: basta conectar uma mangueira no registro localizado abaixo do reservatório do compressor, abrir esse registro lentamente e descartar a água em um recipiente. Ao finalizar, lembre-se de fechar o registro com firmeza para evitar vazamento.